segunda-feira, 16 de abril de 2012

O olhar que procura um barco

O olhar que procura um barco

O novo título de Eduardo Bento* foi apresentado ao público no dia 14 de abril, no salão do Hotel dos Cavaleiros de Torres Novas.


Participaram neste evento cultural  muitos amigos vindos de diversos pontos do país e várias entidades ligadas ao universo da criação literária.



Depois do almoço, apresentação da obra e leitura de uma colagem de textos que propunha uma visita a cada um dos capítulos, o autor teve a    gentileza de oferecer a cada um dos presentes um exemplar da obra autografada e dedicada individualmente.


 “O olhar que procura um barco” transporta-nos para o mundo clássico e, ao longo de onze capítulos, sugere-nos que acompanhemos, numa emocionante viagem poética de rara beleza, diversas personagens mitológicas – Penélope, Ulisses, Antígona e outras.






A obra, dedicada a Vitória - Penélope tecendo os dias, Avita de todas as horas – é prefaciada pelo professor Abel Pena da Faculdade de Letras de Lisboa que, num texto de estrutura clara e de rigoroso saber, apresenta ao leitor cada título da obra numa notável peça literária.      

                                    


Uma tarde de convívio, cultural, com sabor clássico. Uma viagem no tempo acompanhada por “O olhar que procura um barco”.

* Eduardo Bento, professor de Filosofia, reside em Torres Novas, Distrito de Santarém.É autor de:   O nevoeiro dos dias e A casa já não abriga vozes (com fotografias de Margarida Trindade) - poesia; A caixa de pandora, Nesta Torre, A floresta dos sonhos e Auto do lume brando (recentemente levado à cena pelo Grupo de teatro da Meia Via - Torres Novas) - teatro; O olhar que procura um barco - prosa. Participa activamente em diversos eventos culturais  e escreve, com regularidade, para os jornais locais.

Sequência fotográfica: O Olhar que procura um barco; Convidados;  Eduardo Bento, autor da obra; Abel Pena, autor do prefácio; Leitura de textos seleccionados. (Ver 12 fotografias do evento na coluna Letras e Artes).